29 de setembro de 2016

Oi oi oi!

Pedido de leitora e seguidora aqui é tratado com todo carinho do mundo!

Esses tempos atrás a Jehssica Parra me pediu lá pelo Instagram (@JehssicaParra) um post com dicas sobre como fazer para o esmalte durar mais nas unhas! A durabilidade nas minhas unhas não é lá essas coisas já que eu, além de trabalhar digitando o dia todo, ainda cuido da casa, comida, roupas, filhos e blábláblá sem a ajuda de ninguém isso não é um #mimimi… ai já viu né?

Fui dar uma pesquisada e achei muitas dicas! Selecionei as melhores, juntei à alguns detalhes que eu já havia percebido e fiz esse post aqui! Espero que vocês gostem!

continue lendo >>

Compartilhe com os amigos:

  • Criança pode usar esmaltes ou maquiagem?
  • Dica pro esmalte não estragar com a sua Melissa
  • 3 combinações fáceis de unhas para o Natal
  • 10 de agosto de 2015

    Vamos levantar uma polêmicazinha?

    Os posts mais acessados do blog não são especificamente sobre um ou outro esmalte, são sobre curiosidades que envolvem nossos queridinhos.

    Acho que um assunto que vivo falando por aqui, mas que faltava ser abordado mais profundamente é de esmaltes 3free. Antes de visitar blogs sobre o assunto eu não sabia do que se tratava. E hoje vejo que ainda existem muitas pessoas que não tem ideia do porque dessa nomenclatura e da importância dos esmaltes serem 3free não só pra quem tem alergia.

    esmaltes_3free_01

    Não sei se vocês já perceberam, mas a maioria absoluta de importados são 3free devido a regulamentação dos países que proíbem essas substâncias em suas composições. Se não por isso, as próprias empresas não as utilizam por saberem dos riscos e de fato pensarem nas suas consumidoras.

    Já vi assessora de marketing de marca nacional que não sabia o que era um esmalte 3free. Me responderam que “Não! Eles são esmaltes bons… do tipo que a gente gosta mesmo. Nada de 3free!” quando questionei se a nova coleção era 3free. Oi?

    Os esmaltes 3 free são livres de Tolueno, DPB e Formaldeído – as três substâncias que mais causam alergia nas pessoas. Mas isso não impede que você use um esmalte 3 free e tenha uma reação alérgica. Isso pode acontecer se você tem alergia a algum outro componente da fórmula.

    Os sintomas podem não ser apenas locais, podem ser reações no sistema respiratório, vermelhidão nos olhos e rosto e até complicações mais graves. Por isso é importante procurar um dermatologista se você começar a perceber algo diferente pois só ele pode aplicar um teste para descobrir o que pode de fato causar essas reações.

    Voltando aos 3 componentes, alem de causar alergia, essas substâncias podem ser nocivas a nossa saúde. Por isso defendo sempre os esmaltes com fórmula 3free mesmo não tendo alergia a nenhuma elas!

    Tolueno:

    Presente na maioria dos esmaltes, também conhecido como metilbenzeno (atenção no rótulo) ao ser inalado é rapidamente conduzido aos pulmões e difundido a corrente sanguínea. Os riscos dependem da intensidade de exposição a substância. Em menor quantidade pode causar irritação nos olhos, garganta e vários tipos de processos alérgicos quando em contato com a pele de uma pessoa alérgica. O Tolueno pode levar a dependência. Quando usado em excesso pode causar náuseas, anorexia, tonturas, perda do autocontrole e fadiga muscular. Em MUITOS CASOS, o uso PROLONGADO pode causar dermatite (alergia) e por isso, no Brasil, a Anvisa estipulou em 25% de concentração máxima permitida dessa substância em cosméticos.

    Formaldeído:

    O Formaldeído é capaz de impedir o crescimento de microrganismos em diversos produtos, por isso é muito usado como conservante. Ele é um gás incolor, tem um cheiro bem forte e altamente inflamável e reativo. Em estado líquido é conhecido como FORMOL!

    A Agencia Internacional de Pesquisa contra o Câncer (IARC) classifica o Formaldeído no Grupo 1, isso significa que FORMALDEÍDO É CANCERÍGENO para humanos e outros animais
    O vapor em baixas concentrações causa irritação no nariz, garganta e olhos. Em altas concentrações (como no cigarro) pode causar falta de ar, salivação excessiva, espasmos musculares involuntários, danos à córnea, coma e até a morte.

    Em contato com a pele pode provocar aspereza, necrose, falta de sensibilidade, dermatite, desidratação, rachaduras e ulcerações. 

    No Brasil, a Anvisa permite apenas a concentração de 2% da substância quando usado como conservante e 5% quando usado como endurecedor de unhas. Infelizmente eles são encontrados em muitos outros cosméticos como maquiagens, em xampus, alisantes de cabelo (lembram das polêmicas sobre o seu uso?) e até em enxaguantes bucais (que em estudos, foi comprovado que pode causar câncer de boca e faringe).

     

    Claro que a concentração dessas substâncias nos esmaltes é pequena, mas pra quem tem alergia essa pequena quantidade pode ser mortal. E não se esqueçam, alergia a gente desenvolve! Conheço muitas meninas que passaram a ter alergias depois de muitos anos usando esmaltes. Por isso, por que não evitar tudo isso se é possível?

    O fato é que temos tantos esmaltes ÓTIMOS que não tem essas substâncias em sua composição… Colocar a nossa saúde em risco (por menor que seja) pra que?!

    esmaltes_3free_02

     

    Hoje existem também os 4free, 5free e quantos frees as empresas conseguem fazer. Ótimo! Pra quem tem alergia a algum componente vale se informar em quais versões ele não é colocado e principalmente ler o rótulo sempre porque infelizmente não há um padrão na hora de informar essa diferença entre as fórmulas.

    Felizmente muitas marcas estão dando exemplo e procurando trazer suas fórmulas livres dessas substâncias.

    As outras, que não ligam ou não sabem nem a importância disso é que deveriam começar a se preocupar né?

     

    Assinatura

     

     

     

     

    Compartilhe com os amigos:

  • Criança pode usar esmaltes ou maquiagem?
  • Aventura na Selva e Clima Tropical da Impala
  • Rosé da Impala e Apple Watch Rose!
  • 9 de abril de 2015

    O título já diz tudo né?

    Vamos ver algumas coisas que contam, dizem ou te passam como dicas ma-ra-vi-lho-sas por ai mas que na verdade você não deve dar ouvidos?

    continue lendo >>

    Compartilhe com os amigos:

  • Com que cor eu vou passar a virada do ano!?
  • #Dúvidas: Usar ou não usar esmalte vencido?
  • Kit básico pra você fazer suas próprias unhas!
  • 11 de dezembro de 2014

    Como contei, estou em uma fase terrível (ou não) de consumo consciente. Isso também se deve ao fato de eu não ter mais onde guardar tanta coisa e ser apaixonada por esmaltes, sapatos, roupas, bolsas, maquiagens, cosméticos… rs

    Final de ano aqui em casa é dia de limpeza em tudo (se bem que durante o ano todo, de tempos em tempos vou tentando tirar o que não usamos mais e doamos). Mas esse final de ano está mais forte o movimento!

    E meus vidrinhos entraram na dança. Na verdade não sou desapegada assim não, mas dispenso aqueles que estão sem condições de uso ou que eu tenho certeza que não usarei nunca mais.

    colecao_esmaltes_01

     

    Os usáveis, eu dou para a minha mãe, sogra e cunhadas. Aqueles que estão de dar medo não tem como! E hoje vou contar para vocês qual é a forma correta de dispensar os esmaltes!

    lata-de-lixo-rosa

    Não. Eles não podem ir direto pro lixo! Os esmaltes tem em sua composição, substâncias que podem contaminar as águas no subsolo e se incineradas, liberar gases tóxicos.

    Algumas empresas de esmaltes (como a Risqué já fez – e não sei se ainda faz) disponibilizam recipientes onde a gente pode jogar os vidrinhos que não quer mais e depois eles cuidam do descarte correto. Mas infelizmente não é em todo canto que encontramos essa opção.

    descarte_risque_de_esmaltes

    Nesses casos, para o descarte correto, você vai precisar apenas de jornal e removedor de esmaltes!

    O esmalte, você deve jogar todo no jornal (nunca em pias, ralos e vasos sanitários).

    Coloque removedor dentro do vidrinho já vazio e agite bem. Jogue a solução também no jornal e repita essa operação pelo menos umas duas vezes.

    O vidrinho você pode guardar para fazer suas misturinha ou caso precise quando um vidrinho quebrar ou já vier quebrado. Mas pode dessa forma (ele já limpo) mandar para a reciclagem.

    O jornal com todo o esmalte e o removedor que você jogou nele, depois de seco, você pode descartar em lixo comum!

     

    Difícil? Claro que não!

    Não custa nada fazer as coisas da maneira correta e ensinar as outras pessoas também! Compartilha o link ai… nossos filhos, netos, bisnetos agradecem!

     

    Assinatura

    Compartilhe com os amigos:

  • Dicas de presentes para o dia das mães!
  • Como fazer Marble Nails (unhas marmorizadas)
  • Mitos e dicas furadas sobre unhas e esmaltes!
  • 22 de outubro de 2014

    Fui a um casamento esses dias e surgiu a ideia desse post. Me diz… como você costuma combinar o seu esmalte com a roupa? Qual é o seu critério?

    Eu acredito que tudo depende do bom senso da pessoa, o evento que você vai e claro seu estilo. Mas existem 3 formas de combinar as cores que com certeza não tem erro!

     

    . : Combinação por Harmonia Cromática

    É a combinação de itens da mesma cor mas em tons diferentes. É tipo aquela história de tom sobre tom sabe? Não tem erro… para as mais discretas essa é a melhor opção!

    combinar_esmalte_e_roupa_harmonia_cromatica

     

    Os dois outros tipos de combinação, levam em conta o Círculo Cromático (também muito usado por decoradores e web designers):

    circulo_cromatico

     

    . : Combinação de cores Análogas

    É a combinação de cores que são vizinhas no circulo cromático. Fica quase um tom sobre tom… são combinações discretas e por isso mais indicadas para eventos formais.

    combinar_esmalte_e_roupa_cores_analogas

     

    . : Combinação de cores Complementares

    São as cores que estão exatamente no oposto do circulo cromático e apesar de bem diferentes, juntas criam um visual incrível e cheio de estilo. Por isso combinações desse tipo são bem ousadas e despojadas.

    combinar_esmalte_e_roupa_cores_complementares

    Euzinha fiz algo do tipo no casamento que eu falei (que fui apenas como convidada). Vejam a estampa do vestido e o esmalte (Bleu Fabuleux da Bourjois):

    combinar_esmalte_e_roupa

     

    E ai… me contem qual o critério que vocês usam na hora de combinar roupa, esmalte e os acessórios!

    Assinatura

    Compartilhe com os amigos:

  • #Dúvidas: Usar ou não usar esmalte vencido?
  • Mitos e dicas furadas sobre unhas e esmaltes!
  • Dica pro esmalte não estragar com a sua Melissa
  • 15 de outubro de 2014

    Domingo foi dia das Crianças. Eu tenho duas aqui em casa e uma delas é a pequena Manu de 3 anos, super vaidosa como muitas de vocês já sabem.

    Hoje em dia, diante de tanta novidade e informação, muitas questões são levantadas sobre o que pode e o que não pode, sobre a idade certa para se usar isso ou aquilo. Com cosméticos não é diferente. Muitas pessoas tem dúvidas principalmente a partir de que idade as pequenas podem usar esmalte e maquiagem.

    Vou colocar nesse post o meu ponto de vista diante do assunto levando em consideração o que eu sei, o que eu já li e o que eu já ouvi de alguns profissionais. Porque acho que todas as nossas decisões devem ser tomadas sempre com base no maior número de informações possíveis.

    maquiagens_esmaltes_infantis

     

    Eu como mãe fico boba quando ela quer passar batom, “maquiagi” ou esmalte. Mas evito deixar que ela use sempre.

    Primeiro porque ninguém nasce com alergia aos componentes desses produtos. Alergias são desenvolvidas com o tempo e conforme o uso. Os pequenos estão mais propensos a ter reações alérgicas porque tem o organismo mais frágil, a pele mais sensível e lembrem-se: alergia não tem cura, tem controle.

    A Manu tem um kit de maquiagem infantil que eu trouxe da Beauty Fair pra ela e alguns batons também infantis. Mas eu não deixo ela brincar e usar quando quer, só de vez em quando e mesmo assim normalmente próximo a hora do banho… porque dessa forma ela se pinta toda (toda mesmo rs), fica uns minutos com aquilo e logo eu tiro no banho.

    Em ocasiões especiais como casamento, Natal ou aniversário eu mesma passo um pouco de batom e um tico de sombra rosinha nela (maquiagem minha, preferencialmente nova e de marcas boas). Até o final do ‘evento’ ela nem tem mais nada no rosto… mas vale pela alegria dela de chegar e todo mundo comentar que ela está de maquiagem.

     

    crianca_pode_usar_esmalte_01

     

    Com os esmaltes é bem parecido. Ela tem esmaltes infantis mas esses normalmente saem muito fácil (nem de água precisam porque eles ficam tipo uma cola plástica na unha) e mesmo sendo infantis, para mim o cheiro deles é forte – mas vale ressaltar que são a base de água e são mais aconselháveis que os esmaltes normais. Esses ela usa de vez em quando, em casa e como a maquiagem ‘de brincar’ saem logo das unhas.

    Agora de vez em quando (uma vez por mês ou até menos) cedo aos pedidos dela e passo esmaltes meus nela. Mas sempre procuro usar uma camada bem fina de um esmalte 3 free e mesmo assim deixo ela por no máximo 1 ou dois dias. Na hora de remover, apenas produtos livres de acetona.

     

    crianca_pode_usar_esmalte_02

     

    Eu como  mãe, acho que pouca coisa realmente não pode – temos que ensiná-los que tudo na vida deve ser moderado. Com maquiagem não pode ser diferente, temos que mostrar pra elas que a vaidade deve ser uma coisa natural e não obsessiva. Tudo bem sair de casa sem esmalte ou sem batom.

    Como eu falei, os produtos indicados para o uso infantil são os mais recomendados. Fique atenta a data de validade e surgindo qualquer tipo de irritação suspenda o uso e consulte um médico.

    O que vocês acham sobre o assunto? Quero saber a opinião de vocês!

     

    Assinatura

     

    Compartilhe com os amigos:

  • #Dúvidas : Posso usar Super Bonder na unha ou misturado no esmalte?
  • #Dúvidas : Por que e como parar de tirar as cutículas?
  • Como descartar corretamente os esmaltes !